sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

A homeopatia resolve?

A homeopatia resolve?

Sou usuário de homeopatia há mais de 25 anos. Não tenho a mínima dúvida da efetividade dessa excelente alternativa.

Para muitos a homeopatia é considerada como ineficaz, de resultado lento, ou até o preparado homeopático é considerado como placebo, no entanto eu não tenho dúvida a respeito de sua efetividade.

Quando um tratamento com médico alopata não dá certo, falam que o médico não é bom, mas quando isso ocorre com o médico homeopata, acabam atacando a homeopatia e duvidando da sua efetividade. O que ocorre é que a homeopatia é bastante eficaz, mas muitos homeopatas acabam errando no tratamento.

O fato é que é difícil encontrar um bom homeopata. O homeopata além de precisar estudar constantemente, ele precisa estar disponível, isso porque as dosagens homeopáticas muitas vezes precisam ser ajustadas.

Do link abaixo extraí o seguinte:

http://www.homeopatiaonline.com/ver_texto.asp?id=34


O que você deveria saber sobre a Homeopatia:
A Homeopatia é baseada no princípio da semelhança, ou seja, uma substância que causa os sintomas de uma doença (doença artificial) pode ser usada em doses mínimas para curar os mesmos sintomas em um indivíduo doente (doença natural), com aqueles mesmos sintomas.
Trata-se de uma especialidade médica relativamente nova. Seus princípios foram expostos por Samuel Hahnemann no final do século XVIII, e está baseada na cura pelo semelhante (Similia Similibus Curentur). Isto quer dizer, que uma substância capaz de produzir determinada alteração (sintoma) em um indivíduo são, teria a capacidade de curar esta alteração, em uma condição de doença, quando dada em doses pequenas. Como exemplo de fácil compreensão, é o caso do café. Todos conhecem sua ação excitante do café, a insônia, a inquietação que ele pode produzir. Bem, se nós administramos o café em doses infinitesimais àqueles pacientes que tem este mesmo quadro de insônia, estes mesmos sintomas desaparecem como por encanto.
Acesse o link acima e veja muito a matéria completa
Do Link

http://www.similia.com.br/prof_text_por.html

Extraí o comentário abaixo. Veja esse tópico na sua totalidade clicando acima.

"a homeopatia se baseia em princípio totalmente científicos e inexplicados de ação medicamentosa que colocam a lógica de pés para o ar" podemos esperar que realmente isso acontecerá, aliás, isso sempre aconteceu em ciência. Copérnico colocou os nossos antepassados de pernas para o ar, o mesmo o fizeram Kepler, Newton, Faraday, Maxwell, Planck, Boltzmann, Michelson-Morley, Einstein e Hahnemann também.
O fato de ser portadora de uma prática onde alguns de seus passos não estão totalmente explicitados apenas coloca a Homeopatia como uma grande interrogação a ser resolvida e não a ser denegrida. O mesmo aconteceu com a mecânica quântica em relação à mecânica newtoniana. A homeopatia nada tem de anticientífico, ela é apenas a ciência do todo, da unidade do ser. A verdade não está apenas naquilo que entendemos ou pensamos que conhecemos, ela sempre vem "à posteriori".
Como homens de ciência devemos sempre estar prontos a acordar de pernas para o ar.


Do link mais abaixo extraí alguns esclarecimentos importantes a respeito da homeopatia:
A medicação homeopática, corretamente escolhida para aquela pessoa, pode determinar uma cura profunda.
A Homeopatia é vitalista, ou seja defende que possuímos uma energia, passível de desequilíbrio o que gera doença.
Em 1810 o inspirado médico Samuel Hahnemann, publicou o livro que é considerado a bíblia desta medicina. Nele os princípios estão expostos, desta que é uma ciência e arte de curar. Ela tem princípios bem estabelecidos e arte porque para encontrar o remédio adequado para cada paciente, o médico deve compreender a essência interna de cada um. O homeopata estuda o paciente, para encontrar o medicamento adequado. É necessário investigar como o paciente experimenta a vida, como sofre, quais suas características e ilusões.
O medicamento corretamente escolhido é de uma qualidade energética semelhante a do indivíduo que vai receber um impulso na energia vital, através do estímulo provocado pela energia do medicamento.
Equilíbrio da energia vital é o objetivo de se administrar o remédio homeopático.
Neste sistema médico, para o encontro do medicamento homeopático, valoriza-se bastante o que a pessoa estava passando sentindo antes de adoecer. É muito útil, para o encontro da correta medicação, os transtornos vividos por aquele indivíduo, antes dos sintomas aparecerem no físico, o que ocorre já com o processo do “adoecimento” em andamento. O corpo nunca está doente separadamente, sem a participação do emocional por exemplo. O modo do indivíduo sentir a vida é que vai indicar a sua correta medicação.
A metodologia homeopática compreende o indivíduo como um sistema integrado e não apenas um corpo físico. Hahnemann, recomenda como princípio básico o uso de um medicamento de cada vez e não mais de um. É chamada homeopatia unicista por isso. Neste sistema de tratamento, utiliza-se o medicamento constitucional, para o equilíbrio geral da pessoa. Pode ser muito bem indicada em casos graves ou leves.

Vejam a íntegra desse mencionado texto abaixo
http://www.saudedoser.com.br/conteudo.aspx?idconteudo=41&idsessao=Convidados%20a%20ensinar


Não tenho dúvidas que a homeopatia resolve, tenho testemunhado inúmeros casos como os exemplos que destaco abaixo:

- Tratamento com imenso sucesso de diversos casos de Terçol no meu filho, (Hephar Sulphur e Pulsatilla );
- Tratamento também do meu filho de infecção de garganta e muito pus e febre de 40 graus, ( Mercúrio Sol e Streptococinumm );
- Resolução de caso crônico de Psoríase que nada conseguia curar e que reagiu favoravelmente à primeira dose de Sulphur CH30;
- Resolução por completo de ataques epiléticos em cachorros, ( Arsenicum Albun );
- Resolução de resfriado crônico que respondeu à primeira dose de Mercúrio Sol.
- Cicatrização em local de cirurgia que está sendo tratado com antibióticos sem resultado favorável ( Pulsatilla)

Importante notarem que na homeopatia os preparados seguem características específicas dos sintomas e uma análise completa dos perfis dos pacientes, assim não tentem usar esses preparados sem uma adequada avaliação de um bom homeopata. Nunca se auto medique!

É muito importante que os médicos façam um diagnóstico completo nos pacientes, e que os casos sejam avaliados profundamente e que não apenas receitem mediante suas primeiras impressões. Na homeopatia, assim como em todas terapias a Anamnese é elemento chave, todavia exames laboratoriais devem complementar e dar suporte ao tratamento homeopático.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Anamnese_(medicina)