domingo, 12 de julho de 2009

ALIMENTAÇÃO PODE PREVENIR ENVELHECIMENTO PRECOCE



Enriquecer a dieta com alimentos que têm alto potencial antioxidante pode ser trunfo contra o problema, que tem raiz genética

Você sabia que alguns alimentos contêm compostos antioxidantes capazes de inibir e reduzir as lesões causadas pelos radicais livres nas células? Eis aí uma boa notícia contra um mal que acomete adultos de ambos os sexos: o envelhecimento precoce. "Não existe definição científica clara e precisa para este problema, mas é certa a relação com o padrão genético. O equívoco consiste em pensar que algumas rugas são meramente estéticas. O aparecimento de sinais antes do tempo previsto para cada tipo de pele é um alerta do organismo e merece atenção", adverte Mário Grinblat, dermatologista do Hospital Albert Einstein.

O primeiro agravante é a ação dos radicais livres no corpo. Eles são moléculas em desequilíbrio, que facilitam o envelhecimento precoce das células. Os radicais formam-se naturalmente no organismo, mas o excesso de produção pode ser desencadeado por exposição à poluição, estresse, fumo, álcool e ingestão de gordura saturada. Pesquisas sugerem que os cuidados sejam intensificados a partir dos 35 anos, já que o ser humano perde 10% da massa muscular entre os 30 e os 50 anos; a partir daí e até os 80, o índice chega a 30%.

Ingerir alimentos que potencializam a regeneração dos tecidos, preservando a beleza e a saúde, é uma medida segura para a prevenção do problema. Mário Grinblat sugere:

- A cenoura é conhecida por tonificar a pele e ajudar no bronzeamento porque contém ácido lipóico e antioxidantes. Também é fonte de vitaminas A, C e E;

- Frutas vermelhas são ricas em vitamina C, que combatem o excesso de radicais livres. Elas melhoram as paredes dos vasos sanguíneos da pele, que fica mais irrigada e oxigenada. São fundamentais para a produção de colágeno, proteína que dá firmeza à pele;

- O abacaxi é rico em manganês e tem bromelina (substância antiinflamatória que atua diretamente na pele). É eficaz no combate à acne e alergias. A fruta possui enzimas que fortalecem o colágeno e as fibras de elastina, que mantêm a firmeza dos tecidos;

- O pepino é um importante regenerador celular. Diurético, tem vitamina C e ácido fólico, auxiliando o processo de cicatrização. A casca, que contém betacaroteno, é antioxidante;

- Castanha-do-pará é uma fonte poderosa de selênio, mineral com propriedades antioxidantes tão ou mais eficazes que as da vitamina E. Retarda o envelhecimento dos tecidos pela oxidação e contribui para manter a elasticidade natural;

- Os peixes são alimentos ricos em vitaminas D e C. Ajudam no combate ao crescimento desordenado das células. O salmão é mais rico nesse nutriente.

Por fim, cabe ressaltar que todos esses cuidados têm efeito apenas na prevenção do envelhecimento intrínseco, relacionado à idade. O outro tipo, o extrínseco, é conhecido como fotoenvelhecimento, e tem como causa principal a exposição aos raios solares. Ele pode ser evitado com o uso diário de proteção solar.

Fonte
Dr. Mário Grinblat, dermatologista do Hospital Albert Einstein