quinta-feira, 23 de julho de 2009

PREVISÃO DE FRIO INTENSO AUMENTA PREOCUPAÇÃO COM GRIPE SUÍNA

Massa de ar polar é a mais intensa dos dois últimos anos no Sul do País


A previsão para os próximos dias é de temperaturas muitos baixas, especialmente no Sul do País, onde as mínimas ficam abaixo de zero. Por conta do frio intenso, aumenta a preocupação das autoridades de saúde com relação a gripe suína - como é chamada a gripe A (H1N1), já que as pessoas acabam procurando locais fechados, o que aumenta o risco de contaminação.

Segundo os meteorologistas da Somar, essa massa de ar polar é a mais intensa dos dois últimos anos na Região Sul e, nos próximos dias, deverá provocar temperaturas de até 6 graus negativos na Serra Geral (especialmente Santa Catarina), além de parte do Planalto catarinense. A cidade gaúcha de Uruguaiana, na fronteira oeste com a Argentina, que nesta semana decretou estado de emergência por conta das contaminações da gripe A, também irá registrar temperaturas negativas e formação de geadas.

A gripe suína é uma doença respiratória aguda, causada pelo vírus A (H1N1). Este novo subtipo do vírus da influenza é transmitido de pessoa a pessoa principalmente por meio da tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. "Por isso, as pessoas devem evitar locais fechados e com aglomeração", recomenda David Uip, infectologista e diretor do Hospital Emílio Ribas, em São Paulo.

Para evitar a doença, alguns cuidados básicos de higiene podem ser tomados, como: lavar bem as mãos com água e sabão. "Também é importante cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar, e ter atenção redobrada em ambientes públicos, como metrô, por exemplo", afirma Uip. Além disso, as pessoas não devem compartilhar copos, pratos e talheres.