sexta-feira, 28 de agosto de 2009

COGUMELOS COMESTÍVEIS SERÃO AS ATRAÇÕES DA EMBRAPA EM FEIRA BOTÂNICA NESTE FINAL DE SEMANA

Técnica que torna o cultivo mais barato será tema de curso em outubro deste ano.

Brasília, 28 de agosto de 2009 - Deliciosos e nutritivos, os cogumelos comestíveis serão os destaques da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, uma das 42 unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, na 128ª Feira Botânica do Shopping CasaPark, de hoje a domingo em Brasília, DF. A novidade é a técnica que a Embrapa adaptou da China para o Brasil capaz de baratear o cultivo desses fungos que, por seu alto preço no mercado, infelizmente, ainda ficam bem longe da maioria do povo brasileiro.A técnica, denominada Jun-Cao, torna o cultivo de cogumelos mais econômico e ambientalmente mais saudável, pois utiliza substrato de capim, junto com outros nutrientes, ao invés de troncos de madeira e serragem, como nos meios de cultivo tradicionais. Para repassá-la ao setor produtivo, a pesquisadora da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Arailde Urben, promove dois cursos por ano, treinando cerca de 100 produtores de todo o Brasil.Este ano, já foi realizado um curso em maio e o próximo vai acontecer no período de 20 a 24 de outubro na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia em Brasília, DF (mais informações podem ser obtidas no site: http://www.cenargen.embrapa.br/cursos.html).As pesquisas coordenadas pela pesquisadora Arailde Urben desde 1996 levaram à formação do Banco de Cogumelos para Uso Humano, que hoje conta com mais de 300 espécies desses fungos.Os cogumelos são alimentos muito nutritivos - com quantidade de proteínas quase equivalente a da carne e acima de alguns vegetais e frutas, ricos em vitaminas e carboidratos, e com baixo teor de gordura. Além disso, suas propriedades medicinais vêm sendo investigadas desde a década de 70, especialmente no Japão, China, França e Estados Unidos, e hoje já se sabe que podem ser importantes aliados do sistema imunológico.Infelizmente, pelo seu alto preço no mercado, o consumo desses produtos no país - cerca de 30 gramas por habitante - ainda é muito baixo quando comparado com outros países, como por exemplo, a França onde o consumo chega a 2 kg por habitante, a Itália, onde se consome cerca de 1,3 kg, e a Alemanha, na qual o consumo alcança 4 kg. "É importante que a população conheça os benefícios desses alimentos para a nutrição e a saúde e passem a incluí-los em sua dieta alimentar", afirma. Para isso, ela promove, no mínimo, dois cursos por ano na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia para produtores de todo o Brasil.

Produtores treinados na Embrapa vão mostrar os seus produtos na feira botânica

Muitos dos ex-alunos da pesquisadora Arailde Urben já se tornaram produtores de cogumelos em várias regiões brasileiras e dois deles, do Distrito Federal, vão expor os seus produtos junto com a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia na 128ª Feira Botânica do CasaPark. Gilsérgio dos Santos Silva, produtor de champignon de Paris e cogumelo do sol, fez o curso em 2003 e 2006. Já Marcelo Canfran Simões fez o curso em 2004 e hoje comanda a empresa "Cogumelos Amazônia" para comercialização de cogumelo do sol.Os dois produtores afirmam que o consumo desses produtos em Brasília tem crescido muito nos últimos anos e que a produção não atende à demanda local. Por isso, a maioria dos cogumelos comercializados na cidade vem de São Paulo, que é o estado que mais produz no Brasil hoje. Segundo eles, é muito importante aumentar a produção desses fungos no Distrito Federal para que fiquem mais baratos para o consumidor.Produtores atuais e futuros animem-se: A Embrapa já abriu vagas para o próximo curso de cultivo de cogumelosE para quem está pensando em se tornar um produtor de cogumelos ou já é e quer reciclar os seus conhecimentos, a Embrapa tem uma boa notícia: o próximo curso de cultivo de cogumelos comestíveis a partir da técnica Jun-Cao, sob a coordenação da pesquisadora Arailde Urben, acontece no período de 20 a 24 de outubro, em Brasília.

Mais informações sobre o curso podem ser obtidas no site: http://www.cenargen.embrapa.br/cursos.html