sábado, 12 de dezembro de 2009

DOR AO LONGO DA COLUNA VERTEBRAL É O PRINCIPAL INDÍCIO DE RAQUIALGIA

Mais de 80% da população experimentarão, em alguma fase da vida, a raquialgia. Tendo como principal característica as dores ao longo da coluna vertebral, essa alteração chama a atenção não só por acometer grande parte da população, mas por atingir também aqueles que estão no ápice da vida produtiva - entre 25 e 45 anos. As causas são previsíveis: má postura, excesso de peso e sedentarismo.

O problema, que usualmente apresenta-se nas regiões cervical e lombar, pode ser agravado por conta do estresse. "O estilo de vida está intimamente ligado à raquialgia que, por essa razão, pode ser evitada ou controlada", destaca o reumatologista Gustavo de Paiva, do Hospital Brasília. O médico lembra que 90% dos pacientes apresentam mais de um quadro durante a vida, comprometendo consideravelmente o bem-estar integral. "Muitos sentem dor durante o período de repouso na cama, o que faz com que levantem mais cedo do que necessitariam", exemplifica o médico.

O diagnóstico, feito a partir de anamnese e exames complementares, ocorre quase sempre em situação aguda. "Há casos nos quais as dores irradiam para as pernas, causando formigamento", afirma Dr. Gustavo. Com a confirmação, o médico assistente determina a conduta específica - que pode envolver analgésicos, antiinflamatórios e relaxantes musculares. A fisioterapia, especialmente o RPG e o Pilates, atua de maneira decisiva para estabilizar o paciente. A revisão dos hábitos - com a adequação do peso, a prática de atividade física regular e a minimização do estresse patológico - completa o rol de cuidados.

DE OLHO NOS PEQUENOS - Todo cuidado é pouco para quem costuma carregar muito peso no dia-a-dia, principalmente as crianças com as mochilas nas costas. De acordo com o ortopedista José Wilson Bonfim, do Hospital Dr. JK, em Brasília, é preciso que o volume de peso seja distribuído de forma correta pelo corpo. Para quem trabalha carregando peso, a recomendação é adotar alguma prática de reorganização postural, como RPG ou Pilates. Organizações responsáveis já implantam programas específicos para combater os riscos.
Carla FurtadoAthenaPress Unidade do Grupo Athena(61) 3326 2066 e 8473 3509athenapress@grupoathena.com.brwww.grupoathena.com.br