sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

ESTUDO COMPROVA EFICIÊNCIA DE NOVO TRATAMENTO UTILIZADO NO COMBATE DA ARTRITE REUMATÓIDE

Repetição do tratamento a cada seis meses traz melhores resultados

Um estudo divulgado durante o último congresso do American Insitute of Reumathology (ACR), realizado em Filadélfia, nos EUA, apresentou que o uso da substância rituximabe(MabThera®) a cada seis meses pode trazer um controle melhor da artrite reumatoide, e em alguns casos, a remissão dos sintomas da doença. Pacientes tratados com múltiplas aplicações de rituximabe obtiveram melhora contínua dos sintomas, demonstrando a eficácia do uso do medicamento em longo prazo. O estudo acompanhou 750 pacientes durante três anos e comprovou que, a cada novo curso do tratamento, mais pacientes alcançavam a remissão da doença.



Além disso, os pacientes que participaram da pesquisa demonstraram melhora na condição física e melhor controle de danos articulares quando comparados aos que não receberam MabThera® (rituximabe), nome comercial do medicamento. De acordo com o estudo, melhores resultados são alcançados quando a utilização ocorre de forma sistemática a intervalos de seis meses.



Se não tratada, a doença causa danos às articulações que podem impedir o paciente de realizar suas atividades cotidianas, como vestir-se, andar, segurar um copo e até mesmo se levantar da cama pela manhã. Uma vez instaladas, as deformidades nas articulações são irreversíveis e levam a comprometimento funcional. Por isso, o diagnóstico correto e precoce da doença é importante para que o tratamento adequado tenha chance de prevenir que a vida do paciente fique comprometida pelos problemas causados pela doença.



A artrite é uma doença autoimune crônica, caracterizada principalmente por inflamação das articulações mas também por sintomas sistêmicos, como fraqueza e anemia. A doença, que por enquanto não tem cura, atinge 1,5% da população mundial e é mais comum em mulheres entre 30 e 50 anos de idade.