terça-feira, 19 de janeiro de 2010

AUMENTA O NÚMERO DE CASOS DE CÂNCER NA TERCEIRA IDADE

 Na terceira idade, qualquer doença pode representar um risco maior. Nos casos de câncer, isso não é diferente. O alerta deve ser feito porque a expectativa de vida vem aumentando e, conseqüentemente, o número de casos de câncer nos idosos.


Em 2006, no Brasil, de acordo com o IBGE, a expectativa de vida era de 72 anos. A expectativa é que, em 2030, a expectativa chegue a 78 anos.

Dados da ONU revelaram que as pessoas com mais de 65 anos de idade tem 11 vezes mais probabilidade de desenvolver câncer do que uma pessoa mais jovem. Outro dado informa que uma em cada três mulheres e um em cada quatro homens, entre 60 e 79 anos, irão desenvolver algum tipo de câncer.

O tumor de pele é o tipo de câncer com mais incidência nos idosos. O Brasil é o segundo país com maior número de pessoas com esse tipo de câncer, perdendo apenas para a Austrália.

De acordo com Amândio Soares, médico oncologista e diretor da Oncomed, os hábitos e estilo de vida são fatores que aumentam o risco de se contrair um tipo de câncer. O idoso tem características diferentes do adulto e o tratamento do câncer na terceira idade necessita ser diferenciado. "A abordagem da fisioterapia, desde a prevenção até o tratamento de patologias que limitam a funcionalidade do idoso, é um fator diferencial. Portanto, há necessidade de uma equipe interdisciplinar para tratar e prevenir as complicações decorrentes do tratamento da patologia", pontua.

Mas a prevenção é o fator mais importante. Os homens, acima de 40 anos, devem fazer o exame de próstata todos os anos. E as mulheres, também nessa faixa etária, precisam fazer uma mamografia anualmente e ir regularmente ao ginecologista.



Serviço:

Oncomed - Centro de Prevenção e Tratamento de Doenças Neoplásicas

Funcionamento: segunda à sexta-feira, de 8h às 20h

Telefone: 31 3299 1300

Rua Bernardo Guimarães, 3106 - Barro Preto

Belo Horizonte - MG