quinta-feira, 3 de junho de 2010

FOTOPROTEÇÃO É FUNDAMENTAL DURANTE O INVERNO


Efeitos dos raios solares sobre a pele não cessam nos dias mais frios, nublados ou chuvosos dessas estações. É preciso usar sempre um bom fotoprotetor, de preferência com hidratante

As pessoas se limitam a utilizar o protetor solar somente nos dias de verão, quando é mais perceptível a incidência dos raios solares sobre a pele. Mas esse engano pode custar caro ao longo do tempo, com o envelhecimento precoce das células e o risco de doenças mais simples, como viroses, infecções bacterianas e alergias, até o surgimento de câncer de pele.

Apesar da temperatura mais amena do inverno, com o sol muitas vezes escondido atrás das nuvens, os raios UVB e UVA continuam a prejudicar a pele, associados ao frio e à redução da umidade do ar, que causam ressecamento e irritações. "Por isso, é fundamental que a população se habitue a usar diariamente, a cada quatro horas em média, bons produtos para fotoproteção e hidratação, independentemente do clima ou do período do ano", afirma a dermatologista Silvana Coghi, integrante da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy Dermatology.

Segundo ela, na hora de escolher o produto é necessário observar não só o fator FPS, que protege contra os raios UVB, causadores de vermelhidão e de queimaduras. O produto deve ter também o PPD (Persistent Pigment Darkening), que determina a proteção em relação aos UVA, que atingem camadas mais profundas da pele, provocando a destruição das fibras de colágeno e, por consequência, perda de elasticidade e aumento das linhas de expressão e das rugas. "O PPD deve ser em média 30% (1/3) do fator de proteção UVB. Ou seja, se o FPS for 20, o PPD tem de ser no mínimo sete. Caso contrário, a pele não está realmente protegida", reforça a médica.

Os raios UVA atravessam vidros dos carros e janelas domésticas, estando presentes em doses muito altas nas câmaras de bronzeamento artificial. "Esta característica reforça a necessidade de atenção constante com a proteção da pele, pois, além de envelhecimento precoce, a exposição a eles pode gerar diversos tipos de alergias", explica Dra. Silvana.

Filtrum HT20

Diferente dos suncares (produtos mais utilizados no verão), o Filtrum HT, produzido pela Libbs Farmacêutica, é um dos poucos produtos no mercado que reúnem fotoproteção UVB média com FPS 20 e PPD12 com hidratante, sem os inconvenientes dos filtros solares comuns - que são oleosos e difíceis de se aplicar na pele.

Indicado para adultos com peles frágeis, normais a secas, bem como fotoenvelhecidas, o Filtrum HT funciona nas peles desidratadas já na primeira hora após sua aplicação, tendo potencial de hidratante de mais de 18% em função de seus ativos hidrossolúveis, que restabelecem a hidratação natural da pele, combinados a um polímero de alta afinidade com a água. Seu diferencial é que a pele fica hidratada sem aquele aspecto gorduroso, evitando o aparecimento de acne e de cravos. Nas peles envelhecidas por exposição solar, como tem fotoproteção moderada, o Filtrum inibe mais a formação de sunburn cells (células fragilizadas pelos raios solares) do que a proteção com produtos de FPS mais altos, se usados de forma irregular.

A formulação é ainda enriquecida com vitamina E, conhecida por seu potencial antioxidante, que garante proteção contra o envelhecimento precoce da pele.

Libbs Farmacêutica -- Presente no mercado de medicamentos éticos desde 1958, a empresa tem 1.356 funcionários e opera uma moderna fábrica e a unidade de química fina em Embu (SP). Distribuindo medicamentos em todo o País, é um dos poucos laboratórios farmacêuticos no Brasil que mantêm uma unidade industrial de química fina para produção de insumos para a indústria farmacêutica. Um dos maiores laboratórios farmacêuticos de capital nacional, a Libbs tem forte atuação também nas áreas cardiovascular, ginecológica, neuropsiquiátrica, gastroenterológica, respiratória, dermatológica e oncológica.