domingo, 20 de junho de 2010

PLANTA DO CERRADO BRASILEIRO COMBATE O VILITILGO

Mama Cadela, planta muito utilizada pela população do Cerrado como espécie medicinal, possui o principio ativo Brosimum gaudichaudii, eficaz no tratamento do vitiligo.

A mama-cadela (Brosimum gaudichaudii), planta nativa do cerrado do Planalto Central do Brasil é uma árvore com tronco sinuoso e casca cinzenta que pode atingir até 4m de altura, possui ramos tortuosos, com flores minúsculas de coloração verde-amareladas, os frutos possuem sucos e cheiros adocicados e ficam alaranjados quando maduros, alcançando 3 cm de diâmetro.

Utilização medicinal - A Mama-cadela é considerada a única planta reconhecida no combate ao vitiligo - doença caracterizada pela diminuição de melanina (pigmento que dá cor à pele), essa despigmentação ocorre geralmente em forma de manchas brancas (hipocromia) de diversos tamanhos e com destruição focal ou difusa. Pode ocorrer em qualquer segmento da pele, inclusive na retina (olhos). Os locais mais comuns são a face, mãos e genitais. Sua causa ainda não é bem compreendida, embora o fator auto-imune pareça ser importante. Contudo, estresse físico, emocional, e ansiedade são fatores comuns no desencadeamento ou agravamento da doença que pode surgir em qualquer idade, sendo mais comum em duas faixas etárias: 10-15 anos e 20-40 anos.
O princípio ativo encontrado na planta é uma furocumarina (substância fotossensibilizante) o "bergapteno" presente nas raízes, cascas e frutos verdes, também recomendada em estado natural na forma de chás.

A Sauad Farmacêutica, especializada em produtos fototerápicos, se preocupou em desenvolver um medicamento fitoterápico (encontrado em forma de comprimidos, pomadas e soluções tópicas) que contém derivados furanocumarinos - Brosimun Gaudichaudii Trécul - e tem ação fotossensibilizante direta sobre os melanócitos desencadeando a produção de melanina, substância esta responsável pela natural pigmentação das lesões.


www.sauad.com.br