quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Estresse pode prejudicar ovulação feminina

Fertilidade feminina pode ser afetada por vida conturbada
De acordo com um estudo publicado online da revista Fertility and Sterility, cientistas relataram que o estresse, mesmo no seu nível mais baixo, afeta diretamente a fertilidade das mulheres.

Segundo Dr. Gustavo Kröger - ginecologista e obstetra, especialista em Reprodução Humana da clínica GENICS Medicina Reprodutiva e Genômica - para ocorrer à ovulação, é preciso uma mudança sincronizada dos hormônios. “O estresse libera hormônios para a corrente sanguínea, o que pode interferir diretamente na ovulação, dificultando assim a fertilidade”, explica Dr. Gustavo.

Além disso, pode causar em alguns casos, a diminuição na ovulação e na receptividade endometrial (o que reduz a chance do embrião ser implantando naturalmente ou não no útero) ou, em casos mais graves, até a menorreia (quando a menstruação é cessada). “O estresse causa problemas sim na fertilidade, mas cada caso é um caso e deve ser analisado individualmente, para obter um tratamento mais preciso”.

Dr. Gustavo explica também que as mulheres devem sempre estar atentas a qualidade de vida, pois trará benefícios a longo prazo: “ dormir bem, se alimentar corretamente e estar bem fisicamente é sempre muito importante”.
A Genics Medicina Reprodutiva e Genômica é especializada em reprodução humana assistida e realiza todos os procedimentos de fertilização para homens e mulheres, indicado de acordo com o problema do paciente.