sábado, 5 de fevereiro de 2011

É preciso

 
 
É preciso
Silenciar a mente.
Sentir a pulsação do universo.
Deixar-se acariciar pelo vento.
Perder a nocão do tempo.
 
É preciso 
Respirar profundamente
Deixar ir a carga negativa
Enxergar com os olhos da mente
Reconectar-se ao Divino
Renovar em nós a vida