quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Alcool e a Cirrose Hepática. Alcool no organismo da mulher

Você sabia que 4 doses de alcool diáriamente, durante 10 anos, é suficiente para causar cirrose.

Esse tempo pode ser abreviado dependendo de outros comprometimentos e estilo vida.
Existe laboratório que recomenda às pessoas beberem alcool diarimente para auxiliar na circulação sanguínia.
Sim, doses moderadas de alcool podem ser benefícas.
Mas nunca isso deve ser usado para justificar a ingestão contínua do alcool.

Em Wikipidia vemos:

" a cirrose é o resultado de um processo crônico de destruição e regeneração com formação de fibrose. Nessa fase da hepatopatia, a capacidade regenerativa do fígado é mínima. "

Vejam mais em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cirrose_hep%C3%A1tica

Outros efeitos do alcool  nos organismos:

Fonte: http://www.ufrrj.br/institutos/it/de/acidentes/etanol2.htm





EFEITOS DO ÁLCOOL - DOSE DADA EM mg etanol/100 ml de sangue
DOSE EFEITO DO ETANOL
40   início da embriaguez ou do estado de euforia
150   intoxicação grave
300   coma alcoólica
500   morte por insuficiência respiratória
Segundo a Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo e Médicos, os efeitos do álcool (Etanol) sobre um indivíduo com 70 kg de peso, podem ser descritos como se segue:

EFEITOS DO ÁLCOOL
DOSE (g/l) EQUIVALENTE EFEITOS
0,2 a 0,3 1 copo cerveja, 1 cálice peq.vinho, 1 dose uísque ou de outra bebida destilada As funções mentais começam a ficar comprometidas. A percepção da distância e da velocidade são prejudicadas.
0,31 a 0,5 2 copos cerveja, 1 cálice grande de vinho, 2 doses de bebida destilada O grau de vigilância diminui, assim como o campo visual. O controle cerebral relaxa, dando a sensação de calma e satisfação.
0,51 a 0,8 3 ou 4 copos de cerveja, 3 copos de vinho, 3 doses de uísque Reflexos retardados, dificuldades de adaptação da visão a diferenças de luminosidade; superestimação das possibilidades e minimização de riscos; e tendência à agressividade.
0,81 a 1,5 grandes quantidades de bebida alcoólica Dificuldades de controlar automóveis; incapacidade de concentração e falhas de coordenação neuromuscular.
1,51 a 2 grandes quantidades de bebida alcoólica Embriaguez, torpor alcoólico, dupla visão.
2,1 a 5 grandes quantidades de bebida alcoólica Embriaguez profunda.
> 5 grandes quantidades de bebida alcoólica Coma alcoólico.





No organismo das mulheres o alcool é devastador. Vejam abaixo:

Fonte: http://www.medinforme.com/mulher-x-alcool/



  • Doença cardiovascular: 2 ou 3 drinques por dia aumenta o risco de pressão alta em 40%, bem como a probabilidade de derrame cerebral. Nas mulheres que bebem mais do que 3 drinques por dia o risco de hipertensão duplica.
  • Fígado: o risco de cirrose nas mulheres é 3 vezes maior que nos homens. Além disso, mulheres que tomam de 28 a 41 drinques por semana (1 drinque = 1 copo de vinho = 1 lata de cerveja = 50 ml de bebida destilada) apresentam risco de cirrose 16 vezes maior do que o dos homens abstêmios! :-0
  • Câncer de mama: o álcool pode aumentar os níveis de estrogênio, que estimulam o câncer sensível aos hormônios, levando ao câncer de mama. Quanto maior o consumo, maior o risco!
  • Fator psicossocial: mulheres que abusam do álcool são mais sujeitas a agressões físicas, além disso, muitas convivem com parceiros que também exageram na bebida. Problemas familiares são mais comuns entre essas mulheres.
  • Osteoporose: É, até os ossos sofrem! Mulheres com menos de 60 anos que tomam de dois a seis drinques por dia têm risco maior de fratura de colo de fêmur e de antebraço, segundo pesquisas.