Seguidores

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Vinte mil pessoas no país terão câncer por causa do emprego

30/04/2012 - 10h47


VENCESLAU BORLINA FILHO
DO RIO
Vinte mil pessoas no Brasil serão diagnosticadas neste ano com câncer relacionado ao trabalho. Segundo estudo divulgado nesta segunda-feira pelo Inca (Instituto Nacional de Câncer) no Rio, pelo menos 19 tipos de tumor -entre eles de pulmão, pele, fígado, laringe, bexiga e leucemias- estão relacionados à ocupação e ao ambiente de trabalho.
De acordo com o instituto, as profissões de cabeleireiro, piloto de avião, comissário de bordo, farmacêutico, químico e enfermeiro são mais propensos ao desenvolvimento da doença. E produtos aparentemente inofensivos, como poeiras de cereais, de madeira e de couro, e até mesmo medicamentos antineoplásicos (quimioterápicos) podem provocar câncer.
Os números podem ser maiores considerando a qualidade da atividade e do ambiente no trabalho. Pesquisas recentes apontam que de 8% a 16% do total de doentes desenvolvem o tumor pelo trabalho. No Brasil, em 2012, 518.510 novos casos de câncer devem ser registrados, segundo o Inca.
Em relação ao câncer de pulmão, por exemplo, de cada dez casos, um é decorrente da exposição ocupacional. O mesotelioma (tipo de câncer mais comum na pleura, membrana que envolve o pulmão) é 100% decorrente da exposição ao amianto.
O objetivo do estudo é oferecer subsídios ao profissionais de saúde para obter um diagnóstico mais próximo da doença relacionada ao trabalho. Segundo o instituto, o câncer ocupacional é subdimensionado devido a dificuldade de se estabelecer a causa com o tumor.

domingo, 29 de abril de 2012

REFORMA DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO E PEDÁGIO NACIONAL PARA COLETA DE ASSINATURAS


Caros colegas da proteção animal,
Nossa notícia de que a Lei de Crimes Ambientais (9605/98) se tornaria um capítulo do novo Código Penal se confirma. Entre os dias 7 e 11 de maio de 2012, a comissão de juristas instituída pelo Senado finalizará o texto do anteprojeto do novo Código Penal, que substituirá a Lei de Crimes Ambientais! Temos apenas alguns dias para lutar para que penas mais severas sejam adotadas neste novo código! AGORA É TUDO OU NADA! O MOMENTO É HISTÓRICO PARA A PROTEÇÃO ANIMAL!
O anteprojeto posteriormente tramitará no Senado e Câmara dos Deputados, e teremos que continuar acompanhando de perto todo esse processo. Mas é fundamental que o texto do anteprojeto contemple AGORA as condutas criminosas contra os animais, e estabeleça penas mais duras capazes de realmente inibir estas cruéis ações.
Nossa mobilização até o momento parece já ter surtido algum efeito. Alguns membros da comissão de juristas já se mostraram favoráveis ao aumento das penas pleiteado por nossa petição (atualmente com cerca de 70.000 assinaturas online). O próprio relator da comissão, e Procurador Regional da República, Dr. Luiz Carlos dos Santos Gonçalves, enviou um e-mail ao Crueldade Nunca Mais parabenizando-nos pelo movimento e dizendo ser favorável ao endurecimento das penas!
Com isso, o pesadelo da descriminalização das condutas da Lei 9605 parece estar menos provável de se concretizar. Mas não podemos vacilar. E, além disso, temos que aproveitar o momento histórico para pleitear penas maiores!
Os promotores de justiça, Dra. Vania Tuglio e Dr. Laerte Levai, sumidades no direito penal, trabalham em conjunto com o Movimento Crueldade Nunca Mais, e devem apresentar nos próximos dias à comissão de juristas do Senado, uma proposta para o texto que substituirá a Lei de Crimes Ambientais. Esta proposta estabelece penas maiores para os crimes contra os animais! Vamos nos mobilizar para apoiar esta iniciativa participando da petição “Pelo Avanço da Proteção Penal ao Meio Ambiente e aos Animais”, disponível no site do Crueldade Nunca Mais (pode ser assinada eletronicamente no site, ou feita em papel e enviada pelo correio. O modelo impresso está disponível neste link: http://www.crueldadenuncamais.com.br/abaixo_assinado.pdf).
Além de assinar a petição, temos que sensibilizar diretamente o Senado! O site do Senado possui um canal para que a população opine sobre a Reforma do Código Penal. Dentre as sugestões até o momento recebidas, mais de 50% referem-se a penas maiores para quem comete crimes contra animais. Não deixem de acessar e divulgar: http://www.senado.gov.br/senado/alosenado/codigo_penal.asp

PROPOSTA DE AÇÃO DO CRUELDADE NUNCA MAIS:Face aos fatos expostos, o Movimento Crueldade Nunca Mais convocou a proteção animal de todo o país para novamente sair às ruas! Porém, desta vez será para realizarmos um "PEDÁGIO NACIONAL" para coleta de assinaturas, no dia 05 de Maio de 2012!Em São Paulo, faremos o pedágio na Avenida Paulista, se concentrando no vão do MASP à partir das 10h00! Contamos com a presença DE TODOS!
Na semana seguinte enviaremos representantes à Brasília para entregar as assinaturas e marcar presença no dia da decisão! As assinaturas online já estão sendo impressas e deverão seguir amanhã por sedex para a comissão de juristas.
Sabemos que o tempo é curtíssimo! Mas organizar os grupos de trabalho para o pedágio não será tão complexo como foi organizar a manifestação de janeiro.
Todas as informações sobre o pedágio nacional estão no site. E também me coloco à disposição para esclarecer dúvidas.
Conseguir um avanço da proteção penal aos animais no Novo Código Penal será UM ENORME PASSO da proteção animal!
Cada um de nós tem a responsabilidade e a oportunidade de participar deste processo. Pelos animais, e juntos, VAMOS À LUTA!

Vídeos interessantes para assistir:
Dra. Vania Tuglio fala sobre a Reforma do Código Penal e a Lei de Crimes Ambientais
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=2l8IKnUZaOM
Chega de impunidade contra maus-tratos a animais!
http://www.youtube.com/watch?v=mvBL7iw6e-g&feature=player_embedded
Famosos convocam a população a assinar a petição no site Crueldade Nunca Mais
http://crueldadenuncamais.blogspot.com.br/p/famosos-convocam-populacao-se-unir.html

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Você sabe como seu deputado votou o Código Florestal? Confira







Você sabe como seu deputado votou o Código Florestal? Confira

Fonte: Blog Vi o Mundo


Por 274 votos a favor, 189 contrários e 2 abstenções, a Câmara dos Deputados aprovou o relatório do deputado Paulo Piau (PMDB-MG) que modifica o Código Florestal, impondo sérios retrocessos à legislação ambiental brasileira.
Os deputados que votaram “sim” pediram a manutenção do texto aprovado pelo Senado, apoiado pelo governo e que garantia faixas mínimas de proteção e recomposição florestal. Os que votaram “não” apoiaram o relatório de  Piau,  que anulou essas obrigações. Ganharam por 90 votos.































LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...