Seguidores

sábado, 16 de julho de 2016

A cura do ácido úrico.

Nossas postagens jamais substituem orientações médicas, e têm apenas caráter informativo.

Essa é uma antiga postagem à qual adiciono alguns comentários.
Ácido úrico é um mal terrível. Para começar pare de comer carnes e todo tipo de proteína animal.
Alguns vegetais contribuem para o ácido úrico. Mas corte toda proteína animal e depois me conte.
Adicionalmente pratique esporte. Tome chá verde diariamente. Leia tudo sobre macrobiótica que está postado neste Blog. Muitos acham que irão perder qualidade de vida deixando de comer carnes e derivados de animais. Mas é o inverso, ganharão qualidade de vida e ainda evitarão a morte com sofrimento de muitos animais.



Acido úrico, saiba como evitar



O Acido úrico é o produto final do metabolismo das purinas que são excretados pelo fígado.
Gota
Excesso de acúmulo de ácido úrico pode ocasionar um tipo de artrite conhecida como gota. Esse nível elevado de ácido úrico pode ser decorrente de grande ingestão de alimentos ricos em purinas, muito consumo de frutose e/ou problemas nos rins. Níveis de saturação de ácido úrico no sangue podem ocasionar uma forma de pedra nos rins.


As purinas são bases nitrogenadas (denominadas então bases púricas), compostos orgânicosheterociclícos. Todas são compostas por um anel aromático duplo (anel purina).

Duas das bases dos ácidos nucleicos, a adenina e a guanina são purinas. No ADN estas bases unem-se às pirimidinas complementares, a timina e a citosina através de pontes de hidrogénio.

As bases púricas são pouco solúveis em água em pH neutro, e o principal metabólito de sua degradação é o ácido úrico. A produção excessiva de ácido úrico, devido à degradação destas bases, pode causar a hiperuricemia.

Fontes de ácido úrico
Em muitos casos, pessoas têm nível elevado de ácido úrico por fatores hereditários. A dieta também pode ser a causa para altos níveis de ácido úrico com a ingestão de purinas encontradas em grandes quantidades em produtos de origem animal, especialmente em órgãos internos. 

Exemplos de fontes de purinas: anchova, sardinha, fígado, bife de rim, timo de vitela, extratos de carne, arenque, cavalinha e carne de caça. Quantidades moderadas de purinas também são encontradas em bife, porco, aves, peixes e frutos do mar, aspargo, couve-flor, espinafre, cogumelo, ervilha, feijão, aveia, farelo e germe de trigo.

Altos níveis de ácido úrico também podem ser devido a grande ingestão de frutose ou exceção reduzida pelas rins. Frutose pode ser encontrada em alimentos processados e alguns refrigerantes.

Causas de baixo nível de ácido úrico. Além da eliminação de alimentos com purinas, o acúmulo de cobre e pouca vitamina B2 podem causar baixos níveis de ácido úrico.
Segundo o site 

A carne intoxica e acidifica o organismo. Por causa das substancias venenosas que produz, como uréia, o acido úrico e outras, o sangue torna-se ácido úrico e ouras, o sangue torna-se ácido, os rins e fígado, enfraquecem-se com o excesso de trabalho de eliminação dos venenos do sangue.  Diversas doenças, então, aparecem: arteriosclerose, reumatismo, enterite, gastrite, prisão de ventre, úlcera gástrica, eczema, apendicite, envelhecimento precoce.

Os animais carnívoros possuem uma glândula que segrega amônia e neutraliza os ácidos resultantes da digestão da carne, porém, nós não possuímos esta glândula.

Vejam excelente material no site abaixo do qual extraí
 

http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?7


A dieta é um item importante do tratamento do ácido úrico, mas não o único. Os alimentos não recomendados e que devem ser evitados pelos pacientes com hiperuricemias são aqueles ricos em purinas, como:
 
as carnes,
miúdos (fígado, coração, língua e rins),
peixes pequenos,
frutos do mar como as sardinhas, arenque, anchova, mexilhão, camarão e ovas de peixes.
Os caldos e ensopados devem ser evitados porque o ácido úrico é muitohidrossolúvel e quando qualquer tipo de carne é cozido em água, o ácido úrico se difunde e se concentra nos líquidos de cozimento.
Certos grãos como feijão, grão de bico, ervilha, lentilha e grãos integrais têm muita purina e devem ser evitados.
Para finalizar, cabe dizer que toda a dieta, por melhor que seja, só pode reduzir em 25% os valores plasmáticos do ácido úrico. Isso ocorre em aproximadamente 10 dias após o início da dieta.


Recomendações


·Quando em tratamento, se os níveis estiverem normais, o consumo de bebidas alcoólicas pode ser feito sem exagero;
·Não coma frutos do mar, miúdos, excesso de carne vermelha, quando os níveis de ácido úrico estiverem altos porque você pode desencadear uma crise. Sob tratamento, esses alimentos podem ser ingeridos sem exagero.
·Não abandone o tratamento porque o nível de ácido úrico sobe novamente levando a deformidades das articulações.

Nos ataques de ácido úrico a homeopatia recomenda:

Colchicum TM ( 5 gotas de 4 em horas ), ou;

Urtica Urens TM ( 5 gotas em uma chicara de água morna de 3 em 3 horas )

Um regime onde se evitem as purinas é recomendável.



Palestras e Treinamentos com o Palestrante e Consultor Ari Lopes

  • Palestra Ética Empresarial
  • Palestra para Vendas e Marketing
  • Gestão e Liderança com Ética
  • Capacitação de Analistas Financeiros e de Negócios
  • Melhores Práticas em Vendas
  • Preparando líderes
  • Desenvolvendo Estratégias com SWOT Analysis
  • Organizações de Alta Performance
  • Gestão em tempos de crise
  • Controladoria de Negócios



Ariovaldo Lopes da Silva – Mestre em Ciências Contábeis, Economista, Professor universitário por 20 anos e executivo de empresas por 40 anos, sendo último cargos ocupados com carteira assinada de Controller para America Latina na Henkel e Diretor Financeiro na Mauser. Atualmente é Palestrante, Consultor e Empresário. Possui mais de 200 artigos sobre Controladoria, Finanças e Gestão de Empresas.  arilopes@folha.com.br




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...