Seguidores

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Como proteger e ajudar aos pássaros



Recebi importantes dicas e ações que podemos adotar para proteger nossos amiguinhos passaros. Vale a pena ler e conhecer. 

EMBRULHE OS CHICLETES ANTES

DE JOGAR FORA:

Atraídos pelo cheiro adocicado e pelo sabor de fruta, os passarinhos comem restos de chicletes deixados irresponsavelmente em qualquer lugar. 
Ao sentirem o chiclete grudando em seu bico, tentam, desesperados, retirá-lo com os pés., e aí acontece o pior: acabam sufocados. 
Por favor, embrulhe o chiclete num pedaço de papel e jogue-o no lixo.

---- 
Fios de cabelo são um perigo 
Eles prendem as aves nos galhos das árvores, 
impedindo-as de voar e se alimentar. Elas ou 
morrem à míngua ou perdem partes da pata 
para se livrarem. 
Nunca jogue fios de cabelo nas ruas. 

---- 
Nunca Use Jornais em Nenhuma Gaiola: Sempre papel de escritório (xerox, folhas de apostilas, folhas de cadernos, etc... etc..), pois o jornal é extremamente nocivo ao aparelho respiratório de qualquer SER VIVO. O problema é a tinta (que contem CHUMBO) e o pó que sai do jornal.


Coloque uma vasilha com terra: a vasilha deve ser trocada 1 vez na semana, no mínimo. Coloque também alguns verdinhos. 

---- 


Sempre que encontrar uma ave, verifique: 

Bumbum: Veja se não tem coco grudado, fechando o orifício anal, impossibilitando a saída das fezes. Se isso acontecer, coloque a bundinha da ave em uma aguinha levemente morna, espere um pouquinho e retire com cotonete. Depois, seque com um papel toalha ou guardanapo de papel SEM ESFREGAR e coloque HIPOGLOS. 

Interior da Boca: Veja se está tudo rosadinho e se não tem nenhuma coisa branca presa na garganta. Se isso acontecer, não tente retirar de qualquer jeito, pois como é uma região muito vascularizada, corre o risco da ave se esvair em sangue. 

Falha de Penas na Cabeça: Faltando penas numa determinada região = passe HIPOGLOS (é uma espécie de fungo que dá nas penas e isso desaparece com o uso dessa pomada). 

Asas: Abra as asas com MUITO CUIDADO, pois pode estar quebrada. Normalmente, quando a asa está quebrada, ela é mais baixa que a outra. Se a quebradura for recente (dá para notar pela TRISTEZA da ave, pelos movimentos, etc.) dê uma gota de ARNICA LÍQUIDA no bebedouro. Não pode ser mais do que 1 gota, pois contem álcool. No local da quebradura, passe ARNICA POMADA. Normalmente, não voam mais depois disso. Mas... vivem bem. 

Axila e Virilha: Esses dois locais as vezes sofrem arranhões de gatos que tentam pagá-las. Outra coisa é antena de carro, quando elas estão voando. Nesses dois casos, tem que IMOBILIZAR. Coloca CYRTOPODIUM no ferimento, enrola a ave em um paninho e deixa quieta. Elas não gostam, mas é uma forma de cicatrizar. 

Em Todos os Casos de Feridas: Recomendo que a gaiola fique forrada com pano, evitando assim que ESCORREGEM no papel do fundo da gaiola, causando mais danos ao ferimento. Afinal, elas estão acostumadas a caminhar em troncos de árvores ou na terra. Sacos brancos que se usa para fazer pano de prato são ótimos. Não é bom usar nada felpudo, pois podem prender as unhas. 


Bebês que Caem do Ninho 
Tudo que se precisa é de UM PALITO, UMA BANANA, UMA COLHERINHA DE CAFÉ com água e TORY. 

NUNCA coloque a ave de barriga para cima para alimentá-la. Mantenha sempre na posição normal, igual a você sentada e comendo. Eles se engasgam muito facilmente. 

Pegue o filhote, coloque num paninho e deixe somente a cabeça de fora. É uma forma dele ficar quieto. 

Pegue um palito, morda a ponta para não ficar dura. Passe o palito na banana, pois assim a ração irá grudar no palito. 

Pegue a cabeça do filhote por cima e segure-a. Com a ponta do palito mordida force LEVEMENTE a abertura do bico pela lateral do bico. Quando conseguir abrir, segure-o aberto (NÃO APERTE para não quebrar) e cuide para não tapar o nariz. Passe rapidamente o palito na banana e logo em seguida na ração e coloque na boca do filhote. Solte o bico. Na terceira ou quarta vez, será mais fácil, pois eles facilitam a abertura do bico, graças a fome. 

Dessa ração TORY, eles comem mais as bolinhas amarelinhas, que é o PAINÇO e umas pretinhas. 

Para dar água, pegue a colherinha com água e OFEREÇA, colocando o bico imerso na colher, SEM LEVANTAR O BICO. A colher fica paralela ao bico. A água entra pelas laterais do bico, eles sentem que é água e bebem sozinhos! 


Isso se faz de 2 em duas horas, mas... NÃO se deixa um pote com comida e outro BEM RASINHO com água, pois como são nenês, eles podem cair no pote de água e morrer afogado. 
---- 

Mitos Sobre Pombos 
Por: Fátima Borges Pereira – Artista Plástica, Poetisa, Professora de Teatro Infantil e Português. 
Então, se formos falar das doenças “supostamente” transmitidas pelos pombos ou aves, seremos obrigados a expor ao ridículo os medos e os preconceitos referentes aos pombos. Pois, de tudo o que são acusados, ou é MITO ou PURO PRECONCEITO por falta de informações corretas. A saber: 

A “DOENÇA DO POMBO” não existe; 

A “TOXOPLASMOSE ADQUIRIDA DIRETAMENTE DO POMBO” é impossível de acontecer, já que o parasita no pombo não desenvolve o ciclo vital e reprodutivo, condição indispensável para se tornar infeccioso ao ser humano. E, além disso, sabe-se que a PRINCIPAL causa da toxoplasmose é a ingestão de verduras mal lavadas e carnes contaminadas mal passadas. Infelizmente, você não vai saber se estão ou não contaminadas, pois a aparência não modifica; 


A “SALMONELOSE” é uma bactéria encontrada até num OVO DE GALINHA, que você pode estar comendo sem saber, e, é praticamente sinônimo de comida estragada; 

A “TUBERCULOSE AVIÁRIA” difere-se da tuberculose humana e bovina. Comum a todas as aves, sua bactéria pode ser encontrada no solo, na serragem, nas ostras, nas minhocas e até no LEITE FRESCO. Embora o homem seja bastante resistente ao bacilo, suas principais fontes de contágio são a CARNE MAL COZIDA e LEITE MAL FERVIDO; 


OS “PIOLHOS DE POMBO” são ácaros encontrados também em outras aves silvestres, específico das penas, mesmo que “eventualmente” passem para as pessoas que toquem em aves infectadas, não sobrevivem mais que algumas horas, ou seja, morrem de fome!!! Faltam penas ao homem para que possam alimentar os piolhos; 


“HISTOPLASMOSE E A CRIPTOCOCOSE” são doenças transmitidas por fungos que se desenvolvem em dejetos, são originários também das fezes humanas, de outros animais, do solo orgânico e até de frutas podres. Esses fungos, não resistem ao sol e às altas temperaturas do nosso clima. As condições ideais para seu desenvolvimento são os ambientes fechados e com grande acúmulo de matéria orgânica

  fonte: www.pea.org.br 




SMAM Fitness o melhor da moda Fitness no site mais confiável 
E-commerce e Lojas Físicas em Alphaville, Itaim e Osasco 

Clique abaixo e acesse o site
















LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...