sábado, 27 de março de 2010

Julgamento do Casal Nardoni chega ao final e comove o país

Chega ao fim o julgamento do Casal Nardoni. O caso teve o desfecho esperado e o advogado de defesa já recorreu da sentença proferida.

Exemplar o comportamento do juiz, promotor, peritos e demais profissionais que participaram desse caso.

Muitos de nós indagam: Como é possível um pai praticar um crime tão brutal contra a própria filha? Pois é! É possível. Existem muitas pessoas com desvios graves de personalidade, e nos momentos de fúria descontrolada podem cometer atos como esse.

Existem muitos pais agressores dos filhos, todos os dias são efetuadas muitas denúncias, já outras agressões nem chegam a ser reportadas. Então a nossa obrigação na sociedade é de ficarmos alertas e denunciarmos pais e outros agressores, antes que consequências pióres ocorram. Isso é muito mais importante do que ir soltar rojão na porta do tribunal após a notícia da condenação.

Infelizmente a lei é branda e favorece criminosos. Daqui 11 e 9 anos, respectivamente pai e madrasta têm possibilidade de estarem em regime semi aberto.

Infelizmente algumas decisões judiciais acabam favorecendo bandidos, pois crimes hediondos não deveriam ser passíveis de liberdade condicional após o cumprimento de uma parte parte da pena. Essa pena ainda seria pequena se fosse o caso de passarem os réus 100% no tempo da pena em prisão fechada.

Sou contra pena de morte, mas esse tipo de crime mais do que justificaria prisão perpétua.

Que o desfecho do caso da menina Isabella sirva não apenas para saciar a justa sede por justiça, mas que também remeta mais pessoas a ficarem alertas para evitar futuros casos de maus tratos a crianças inocentes, para isso é necessário denunciar casos observados de maus tratos.